Kingdom Come: Deliverance 2 Promete Expansão Épica no Universo Medieval

Warhorse Studios acaba de anunciar o aguardado Kingdom Come: Deliverance II, uma sequência do seu aclamado RPG ambientado na Bohemia medieval. A revelação oficial ocorreu em um evento privado, onde a equipe confirmou que o jogo será “duas vezes maior” que o original, descrevendo-o como um verdadeiro “colosso” dos jogos.

Durante a apresentação, Daniel Vavra, diretor criativo, compartilhou suas perspectivas sobre o desenvolvimento do jogo. “O que estamos criando agora é o que inicialmente queríamos fazer, mas não foi possível devido à falta de recursos e experiência. Agora que provamos que o conceito funciona, podemos elevar o jogo a outro nível, que sempre foi nosso objetivo.”

Expansão Ambiciosa e Enredo Épico

Kingdom Come Deliverance 2 Expansão Épica no Universo Medieval
Reprodução: Warhorse Game Studio

Kingdom Come: Deliverance II promete ser mais abrangente em todos os aspectos, com “cinco horas de cenas cortadas ao invés de três” e uma trama “muito mais épica”. A história continua de onde o jogo original parou, seguindo o protagonista Henry e seu companheiro de viagens, Sir Hans Capon. Enquanto o jogo anterior focava na “pequena nobreza”, a sequência abordará os “problemas dos reis”.

O novo jogo pretende construir sobre o sucesso do original, que, apesar de críticas mistas devido a problemas técnicos, vendeu cerca de 6 milhões de unidades até fevereiro de 2024. Warhorse Studios expandiu significativamente, agora com cerca de 250 funcionários e faz parte da Plaion, uma subsidiária do Embracer Group.

Mundo Reativo e Sistema de Reputação

Assim como outros RPGs de sucesso recentes, Kingdom Come: Deliverance II visa criar um mundo altamente reativo onde os jogadores podem moldar Henry de várias maneiras. “Henry é um jovem, então ele ainda não tem traços de caráter profundamente enraizados, o que permite aos jogadores construir seu Henry de formas distintas,” explica Prokop Jirsa, designer-chefe.

O jogo incluirá um sistema de reputação onde NPCs reagirão a Henry baseados em sua fama por beber ou roubar, e ele pode responder de forma correspondente. Em um nível mais alto, Henry poderá “salvar o mundo” ou “puní-lo por seus pecados”, sugerindo múltiplos caminhos para o jovem cavaleiro.

Kingdom Come: Deliverance II continuará utilizando a CryEngine, devido à familiaridade e infraestruturas estabelecidas. O jogo apresentará uma variedade de ambientes, incentivando os jogadores a explorar o campo, descrito como “sereno e cheio de segredos”.

A história se passa principalmente em Kuttenberg (Kutná Hora), uma cidade histórica de mineração de prata frequentemente mencionada no jogo original, mas nunca mostrada. Este local promete ser um dos destaques do jogo como um grande centro urbano medieval explorável.

Leia mais:

Quando questionado sobre a inclusão de mais histórias como o DLC “A Woman’s Lot” do jogo original, Tobias Stolz-Zwilling da Warhorse afirmou: “A história e trama de KCD evoluíram – está mais sombria, profunda e cinematográfica, mas também mais cruel com decisões cruciais e reviravoltas que desafiam a consciência do jogador.”

Kingdom Come: Deliverance II está programado para lançamento em 2024 para Xbox Series X|S, PS5 e PC. Com uma abordagem que busca equilibrar realismo histórico com uma narrativa envolvente e diversificada, o jogo se prepara para ser um marco na evolução da série, conforme Warhorse Studios expande suas ambições. Para mais informações, confira nossa entrevista completa com a equipe da Warhorse Studios.

Fonte: Warhorse Studios